"É o homem em Cristo que tem a missão não só de se fazer humano, mas de se tornar divino pelo dom do Espírito de Amor. O amor é medido por sua atividade e por seu poder transformador. O cristianismo não ensina o homem a atingir um ideal interior de divina tranquilidade (...). Ensina-o a dar-se ao seu irmão e ao seu mundo em um serviço de amor no qual Deus manifestará seu poder criador através dos homens na Terra."

 

Thomas Merton

Reflexões Evangélicas

(2020)

Amados irmãos, em nossa biblioteca encontra-se uma relação de Reflexões Evangélicas referentes a cada semana de todo o Ano Litúrgico até então.

Convido a todos vocês a visitarem e aproveitarem esse espaço, compartilhando conosco de suas reflexões e comentários. 

Bíblia_Sagrada.jpg

Como sentimos o jugo que carregamos

e o fardo que levamos em nossa vida? 

14º Domingo do Tempo Comum (5.7.2020)

Que as divinas sementes que

existem em nós deem bons frutos. 

15º Domingo do Tempo Comum (12.7.2020)

Dia destinado à memória de São Bento - 11 de julho 

São Bento nasceu em Núrsia – atual Norcia, cidade da Úmbria, Itália – por volta do ano 480. Tinha uma irmã gêmea que também abraçou a vida monástica, Santa Escolástica.

O livro II dos Diálogos de São Gregório Magno é a principal fonte para se conhecer a vida de São Bento. Esta obra foi redigida por volta de 593, com base em fatos narrados por monges que conviveram com São Bento e procura enaltecer a santidade do patriarca e legislador do monarquismo ocidental.

Segundo São Gregório, São Bento era filho de um nobre romano, tendo realizado os primeiros estudos na sua cidade natal.

Mais tarde, foi enviado a Roma para estudar humanidades, mas, tendo se decepcionado com a decadência moral da cidade eterna, abandona logo a capital e se retira para Enfide (atual Affile). Ajudado por um monge da região chamado Romano, instalou-se numa gruta de difícil acesso, a fim de viver como eremita. Depois de três anos nesse lugar, dedicando-se à oração e ao sacrifício, foi descoberto por alguns pastores, que divulgaram a sua fama de santidade. A partir de então, foi visitado constantemente por pessoas que buscavam conselhos e direção espiritual.

É então eleito abade de um mosteiro em Vicovaro, no norte da Itália. Por causa do regime de vida exigente, os monges tentaram envenená-lo, mas, no momento em que dava a bênção sobre o alimento, saiu da taça que continha o vinho envenenado uma serpente e o cálice se fez em pedaços. Com isso, São Bento resolve deixar a comunidade e retornar à vida solitária, vivendo consigo mesmo.

Solenidade São Bento.


Bençãos a todas comunidades monásticas de carisma beneditino.


Que vossas vidas sejam mergulhadas não no egoísmo, numa solidão sem propósitos nobres. Nossa missão é o serviço e nosso mergulho na experiência da contemplação deve está centrada em atitude de despojamento, de entrega, rogando ao Criador não por nossas vidas, mas por toda humanidade, pelo universo que respira toda substância do sagrado. Focalizemos nossas mentes no impessoal e ofereçamos todas as nossas ações n'Ele. Deixemos nossa inteligência residir apenas n'Ele. Só assim, então, o alcançaremos em toda sua plenitude.


Deus nos abençoe.


Frei José da Santa Cruz.

Espaço de
Partilha
julho de 2020

Nas fronteiras:

O hindu-cristianismo de Bede Griffiths

Dissertação de mestrado elaborada por Angelica Tostes Thomaz com o objetivo de descrever a experiência inter-religiosa do padre inglês Bede Griffiths (1906-1993) e analisar suas obras sobre o diálogo hindu-cristão, produzidas a partir desse encontro. (...) A vida de Griffiths possibilitou novos caminhos para o diálogo inter-religioso. (...) A pesquisa demonstra o quão essa experiência de vida foi significativa para um diálogo inter-religioso hindu-cristão e aspirar outras possibilidades através da vivência de Griffiths.

Pensamento Semanal

A responsabilidade do monge

A vida contemplativa não é nem pode ser uma simples evasão, uma pura negação, uma fuga do mundo em face dos seus sofrimentos, crises, confusões e erros. Antes de tudo seria uma ilusão essa tentativa. Ninguém pode retirar-se completamente da sociedade dos seus companheiros. E a própria comunidade monástica está profundamente integrada, para suas alegrias ou seus sofrimentos, nas estruturas econômicas, políticas e sociais do mundo contemporâneo. Esquecer ou ignorar esse fato não exime o monge da responsabilidade na participação de acontecimentos, ante os quais o seu próprio silêncio e o seu "não-tomar-conhecimento" poderão constituir uma forma de cumplicidade.

Thomas Merton em "Sementes de Destruição".

Espaço Thomas Merton

Que a mudança venha por dentro.

"Quanto a mim, eu agora me dou conta de que preciso de mais. Não apenas de estar tranquilo e ser mais ou menos produtivo, de rezar, ler, cultivar o ócio – otium sanctum! Há uma necessidade de esforço que vá mais fundo, de mudança e transformação. Não que eu tenha de levar a cabo um projeto especial de autotransformação ou que deva "trabalhar sobre mim". A respeito, melhor seria esquecer isso. Simplesmente sair para caminhadas, viver em paz, deixar que a mudança venha por dentro, silenciosa e invisivelmente.

Tenho porém um passado com o qual romper, um acúmulo de inércia, desperdício, desacerto, bobices, baboseiras, refugos, uma grande necessidade de clarificar a ligação da mente, ou melhor, de "não ligar" – um retorno à prática genuína, ao esforço certo, necessidade de prosseguir com empenho para a grande dúvida. Necessidade do Espírito.


Confiar na clara luz!

Thomas Merton em "Merton na Intimidade".

julho de 2020

Vocação

Contemplativa

Já pensou nisso?

Orações

A prática religiosa desenvolvida pela humanidade, desde as comunidades de origem mais longínqua, vem se sustentando na oração, na busca permanente do encontro com a divindade norteadora de suas ações, no desejo de se chegar ao Supremo, ao Absoluto, à Verdade, de se chegar a Deus, de se chegar à realidade última que é a nossa própria essência. Assim, a vida da Igreja, na concepção de uma assembleia unida caminhante, deve se sustentar na prática orante, revestindo-se de importância vital para sua sobrevivência espiritual.

Assim, disponibilizamos diversas orações para que possam ser compartilhadas, além que sua prática orante pessoal.

Está disponível uma reflexão do Rev. Frei Milton sobre a Prática Orante.     Acesse...

Oração do Senhor

- Pai Nosso -

Oração do Coração

Sabemos que a oração é um meio de se entrar em contato com a divindade e que pode ser verbalizada, de forma espontânea ou repetitiva, meditativa, ou contemplativa. Independente da forma ou do caminho dessa relação, quando oramos estando nos relacionando com o Altíssimo, como e onde quer que O percebamos, dentro e/ou fora de cada um de nós.

Apresentamos uma sequência de reflexões sobre todas as partes da Oração do Senhor - O Pai Nosso.

Convidamos você a nos acompanhar nessa rica e maravilhosa reflexão contemplativa sobre a mais conhecida oração cristã, agora apresentada de forma completa.

Diz-se que a Oração de Jesus, ou Oração do Coração, é um importante caminho para o nosso crescimento espiritual. Além de ela proclamar a nossa fé, ajuda-nos a ser capaz de “estar na presença de Deus”. Ela nos ajuda a concentrar a nossa mente em Deus, de forma exclusiva, e quando nossa mente está totalmente concentrada em Deus, somos capazes de descobrir uma relação pessoal e direta com Ele. Dessa forma, podemos dizer que a Oração de Jesus é, simultaneamente, uma disciplina e uma oração.

Sobre a Espiritualidade Hesicasta e a Oração do Coração, dispomos alguns textos reflexivos, para que possamos compreender melhor tal prática e, quem sabe, buscarmos sua prática cotidiana.

Oração do mês

julho de 2020

Senhor Jesus, Médico dos médicos,
que curastes com amor os enfermos,
e nunca deixastes de acolher a todos,
vinde em nosso socorro, neste momento
em que o medo nos aprisiona.

Libertai-nos do mal da pandemia,
que avança sobre o nosso Brasil e todo o mundo.
Acreditamos, Senhor,
que tudo pode ser mudado pela força da oração.

Olhai por todos aqueles que estão
infectados com o coronavírus.

Acolhei junto a Ti as almas
de tantas vítimas desse vírus em todo o mundo,
e libertai do medo os que se encontram catalogados
como casos suspeitos.

Concedei-nos a sabedoria para seguirmos
as orientações necessárias
neste momento em que caminhamos lado a lado
com o medo do contágio.

Amado Jesus, que não nos falte a fé nem o discernimento
para nos prevenirmos contra o mal
que, rapidamente, tende a crescer a cada dia.

Auxiliai com Tua graça os profissionais da área da saúde,
para que descubram a vacina contra o coronavírus.

Dai-nos Tua mão e concedei-nos a paz
diante desta tempestade que nos rouba a serenidade.

Em Ti confiamos, e em Teu Sagrado Coração
nos refugiamos neste momento em que o mundo
clama por Tua infinita misericórdia.
Assim seja!

Padre Flávio Sobreiro

Liturgia das Horas

Desde o início da cristandade, os fiéis se costumavam entregar à oração individual em determinadas horas do dia. Com o tempo, foi-se introduzindo o costume de consagrar à oração comunitária alguns horários especiais, por exemplo, ao raiar do dia, a primeira hora da manhã, ao entardecer, no momento em que se acendiam as luzes, a última hora do dia, e quando a noite chega ao seu termo. Ocorreu, ainda, a santificação de outros horários pela oração comunitária, em decorrência de sua identificação em Atos dos Apóstolos: os discípulos reunidos [para a oração] à terceira hora (At 2,1-5); o Príncipe dos Apóstolos “sobe ao terraço da casa para orar, por volta da sexta hora” (10, 9); “Pedro ... e João sobem ao templo, para a oração da hora nona” (3, 1); “a meio da noite, Paulo e Silas, em oração, entoavam louvores a Deus” (16, 25).

Estas orações comunitárias foram-se organizando, até que constituíram em um ciclo horário bem definido - A Liturgia das Horas ou Ofício Divino.

Para saber um pouco mais a respeito, disponibilizamos o texto completo “Instrução geral sobre a Liturgia das Horas”.

Faça seu pedido de oração

Diariamente, os monges celebram a liturgia e, acima de tudo, louvam a Deus pelas bênçãos concede aos homens. Da mesma forma, suas orações são  também de intercessão.

Um carinho na alma

julho de 2020

Entre em contato conosco - mongesanglicanos@gmail.com

  • Facebook