partilha.jpg
Espaço de Partilha - 2021

 maio de 2021

A Ponte entre as duas margens:

A experiência inter-religiosa de Henri Le Saux

Lúcio Valera

Esta dissertação [de mestrado] aborda a experiência inter-religiosa e o fenômeno da dupla-pertença que caracterizou a vida do monge beneditino Henri Le Saux (1910-1973), conhecido pelo nome indiano de Swami Abhishiktānanda. Bem além de uma mera busca de síntese teológica, ele propunha, mantendo-se fiel a sua fé cristã, repensar o mistério cristão no contexto da tradição religiosa da Índia. Seu propósito era “viver em si mesmo o encontro da experiência religiosa das duas tradições e deixar que reagissem entre si, permanecendo totalmente aberto ao que poderia surgir do choque do encontro que, sem dúvida alguma, nunca antes havia tido lugar com a profundidade necessária”.

 

(Dissertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Ciência da Religião, da Universidade Federal de Juiz de Fora, como requisito para a obtenção do grau de mestre em Ciência da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora)

 março de 2021

Ninguém pode entrar no mais íntimo de seu ser e passar dali a Deus se não for capaz de sair inteiramente de si mesmo, esvaziar-se de si mes­mo e dar-se a outras pessoas na pureza de um amor altruísta. (Thomas Merton)

Há pessoas que farão qualquer coisa, não importa quão absurda, para esquivar-se a encarar sua própria psique. Praticarão todos os exercícios da ioga hindu, seguirão um severo regime de dieta, aprenderão teosofia de cor, ou mecanicamente repetirão textos místicos da literatura do mundo inteiro – tudo porque não conseguem sintonizar consigo mesmas e não têm a menor crença de que algo útil possa jamais provir da psique. (C.G. Jung)

 janeiro de 2021

Planejar é necessário e ficar no aqui e agora também.

Giridhari Das (Gustavo Dauster)

O primeiro passo para uma vida melhor é trazer a mente para o aqui e agora. No Caminho 3T chamamos isso de adotar o paradigma da realidade, e abandonar o paradigma da fantasia, que é nosso péssimo hábito de ficar nos lamentando no passado e ficar ansiando pelo futuro. Mas, tão logo falamos isso, surge a dúvida: e como vamos organizar e planejar a vida? Não vamos mais ter metas? Aqui vamos explicar então como isso é feito.